Quem Somos

A Maison Revolta
 

Aqui, Brasil e França se encontram na origem da marca que traz o melhor dos dois países: a exigência francesa em qualidade e produção de moda e  a riqueza cultural e espontaneidade brasileira. Revolução, personalidade, exclusividade, atenção, elegância e sensualidade são as palavras-chave desta marca criada pelo estilista brasileiro Rogério Vasques e pelo empresário francês François Champagne.

“Existe um luxo MADE IN Brasil, e nós vamos mostra-lo a você”, diz Rogério e François complementa:  “Somos um luxo feito no Brasil, que vai da criação até a maneira como você é atendida”.

 

 A Mulher Maison Revolta
 

A mulher Revolta é exatamente como você: independente, viajada, sensual e confiante o suficiente para influenciar positivamente a vida dos que a rodeiam. Para ela, o que é diferente não é ruim, pelo contrário, o novo é particularmente excitante. Então se permite conhecer novas culturas, novos sabores e aromas e novos estilos.  É cosmopolita, uma cidadã do mundo, mas, realizada por saber que sua brasilidade é extremamente marcante e melhor, única. A mulher Maison Revolta é resultado das experiências de vida dela.
 

A mulher Maison Revolta tem consigo o luxo de sentir-se única, de encontrar-se em seu estilo e identidade, de traduzir no guarda-roupa sua personalidade. 

“Admiro e respeito as mulheres em suas maneiras de se fazerem belas. A Maison Re/Volta nasceu do meu desejo de devolver a elas a minha devoção ao universo feminino, criando roupas que as tornem livres para fazer as melhores escolhas no momento de definir sua própria beleza. Sabe aqueles dois segundos em que você encontra a sua imagem no espelho?  Maison Re/Volta quer estar no sorriso de satisfação”. (Rogério Vasques)

 

 A Cabeça por trás da Maison Revolta

 

O Rogério Vasques:

Nascido em Belém do Pará, em 1979, estudou comunicação, publicidade e propaganda na UFPA e na PUC de SP. Na busca por seu sonho, foi para Paris e lá se formou no Institut Français de la Mode, e trabalhou para várias marcas, entre elas, Balenciaga, em que era responsável pelas peças de couro, e Karl Lagerfeld, onde fazia a procura por inspirações, era responsável pelos acessórios de couro e jeans e participava da organização dos desfiles e dos photo shootings de Lagerfeld em Paris e Nova York. Ainda com KL, trabalhou em colaborações com outras grandes marcas como Repetto, Rupert Sanderson e Swarovski. Há um ano resolveu voltar ao Brasil para concretizar o sonho de montar sua marca. Fixado no Rio de Janeiro, deu origem a Maison Revolta.